domingo, 1 de fevereiro de 2009

=.)

Ao som de: Julieta Venegas - Ilusion

A ironia continua se redefinindo com maestria: a minha mourinha está namorando um argentino.

Eu vejo meu sorriso refletido e posso dizer que meu ano acabou. Que venha o Boi de Terra.
Entreguei de presente um cd que ainda não ouvi. Mas sei que tem um pedaço da minha alma nele. E alguns pedaços da minha alma têm destino certo e merecido.

Eu agradeceria, mas ficou decidido que o que se faz de coração não carece de agradecimento.


Um comentário:

  1. =.) ao som de Tangos y Milongas:

    O mesmo olhar, o mesmo sorriso.
    Um ano termina para ti; um ciclo termina para mim.
    Há coisas que não se agradecem, apenas se sentem.

    ResponderExcluir