terça-feira, 6 de fevereiro de 2007

Aproveite bem as pequenas coisas; algum dia você vai saber que elas eram grandes

Ao som de: Racionais MCs - V.L. 1

Demorei, mas vou continuar o trabalho que me propus. Falei sobre amor, agora falo sobre a fé. Tem certas coisas ainda confusas na minha cabeça, então, se o texto ficar meio confuso, é só reler que tudo vai ficar claro.

Quando dizemos fé, queremos dizer crença. Crença não é fé. Crença significa algo imposto. A dúvida existe e fica oculta, mas as pessoas se envolvem numa crença e empurram a dúvida para dentro. Eu ouço as pessoas dizendo “Creio em Deus” ou “Eu acredito que tudo vai dar certo” e sinto que a dúvida está presente. A crença não pode destruir a dúvida, pode apenas ocultá-la. As pessoas acreditam por causa da dúvida, por medo de duvidar. Quem não acredita sente-se incomodado e a crença proporciona comodidade, conforto, consolo. É apenas uma fachada mental e por trás dela a dúvida está sempre à espreita.

As pessoas dizem que acreditam em Deus porque parece difícil não acreditar. Não que elas acreditem. Elas duvidam, sabem que duvidam, mas enganam a si mesmas. Suas vidas permanecem inalteradas. Aos domingos ou quando as coisas ficam feias as pessoas vão à Igreja, como um ato de desespero ou simplesmente como uma formalidade social. E depois, fora da Igreja, continuam as mesmas.

A crença é falsa. Ela é útil, mas falsa. A fé é totalmente diferente. Crença significa que a dúvida está oculta; fé significa que a dúvida desapareceu. Essa é a diferença. A fé é a ausência de dúvida. Mas ela só pode desaparecer quando se descobre uma coisa especial no nosso interior. Quando a crença não é dada, o conhecimento surge. E quando surge a compreensão, então a fé nasce. A fé não é acreditar que tudo vai dar certo e sim SABER que tudo vai dar certo.

2 comentários:

  1. hello Please try the following updated web browser,Very handy,Immediately free download!q

    ResponderExcluir
  2. concordo totalmente sobre a fé e a crença...

    fico assustada quando leio o que vc escreve... eh sempre aquela mesma sensação da primeira coisa sobre musica que você me disse.. lembra? eh como se fosse extamente cm naquela vez.. se eu pensasse igual mas naum soubesse descrever...

    saudade de conversar com vc jardineiro...


    bjo bjo
    =)
    =*

    ResponderExcluir