quinta-feira, 7 de junho de 2007

Dentro de uma camisa do grêmio - Pt 2


Ao som de: Roxette - Spending my time



_____Ensinaram-me a voar do jeito mais efetivo possível: Me colocaram na beira do abismo e me chutaram pra baixo. Depois do tombo e de muitos vôos pela metade, eu sofri e subi até o mesmo penhasco de onde fui jogado.. Agora estou aqui, me perguntando porque não subi voando. Deve ser porque eu queria me punir. Deve ser porque a vista, as mãos calejadas, a solidão, o frio. Tudo isso faz parte do vôo. Estou aqui, posso pular a hora que quiser, mas dessa vez, não quero voar sozinho.

_____Onze horas e cinco minutos e eu chegando em casa. Fazia tempo. Fazia muito tempo. E eu sabia que ia ser louco.

_____- Birimbinha Atômica chamando Ventania, câmbio
_____- Ventania na escuta.
_____- Qual o plano.?
_____- O plano é longo. A noite vai ser longa. Os de coração fraco que fiquem em casa. Paso aí depois. Câmbio e desligo.

_____E reunião na casa do Taloco, equipe forte. Começa o jogo do grêmio. Correria buscar o Rafa, correria prá ir prá sinuca.

Abre parênteses

_____A camiseta do grêmio fica linda em ti. E você fica linda na camiseta do grêmio. A gente ficou se olhando, só nós dois, e isso me lembrou da primeira vez. Daquela aula que você implicou comigo e eu ficava me perguntando como alguém poderia ser tão ...tão, não sei dizer. hmm Foda. Palavras, palavras. Não tenho palavras. E agora fico pensando em ir embora dessa cidade de novo. Sabendo com certeza que se você me pedir prá ficar eu vou ficar. Estamos longe, e uma pena vermelha nas minhas costas me lembra disso. Mas aquele teu sorriso e aquele apertão na bochecha me lembraram da idéia do casal fofuxo. Desculpe-me se fico criando esperanças tolas. A verdade é que eu e você temos o mesmo "problema": não mentimos com o olhar. E, por Deus, como a gente se entende se olhando.
Saudades, Patroa, de te ver roncando e babando, e sentir uma paz sem tamanho.
Saudades de poder te ver sem ser por acaso. Mas nada acontece por acaso.

Fecha parênteses

_____E jogamos sinuca. E o grêmio despachou o Santos, não sem uma agonia tipicamente gremista. Pensando no grêmio e na mocinha da camisa do grêmio eu afirmo com certeza que: nada pode ser maior.

_____Vagão. Litro's. Amigos, os melhores. Equipe forte na área. todo mundo bêbado e chapado. Isso não vai dar certo, pensei eu. Bunda arrebitada. Apertão na bunda. Abraços sinceros. Vontade de ficar de joelhos. Sinto-me tão pequeno. Mas no final, ou deu muito certo, ou deu muito errado.

_____Quanto a mim, deu muito certo. Amanheci sorrindo e feliz. Sendo sincero e sendo paciente. E no final de tudo, cheguei em casa com a certeza da missão cumprida. Chimarrão na janela. (I see the sky, it's so beautiful and blue). Já é de tarde, é hora de ir dormir. Hajo hoje para tanto ontem. Convites irrecusáveis até domingo. Ninguém cai aqui.

_____E... ah, deixa prá lá. Tudo ao mesmo tempo agora. ?Sinceridade, né.? Deviam saber que sinceridade eu tenho de sobra. E amor também. Mais do que nunca.. eu tenho semeado.

_____Gente, eu amo vocês.

2 comentários:

  1. Andressa8/6/07 16:49

    Ventania..sopra forte

    um brinde ao melhor que é oferecido...à festa, à companhia, aos litros... um brinde à sinceridade (por vezes desconcertante), à paciência silenciosa, a tua meiguice xucra,à transparência do sorriso (quase infantil)... ao sol alto...e, claro, não menos importante...um brinde aos pastéis a ao bolo de chocolate!
    deu certo...

    ResponderExcluir