sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Contrato assinado.

Ao som de: Tool - Reflection

_____Li o que o Taloco postou aqui e foi inevitável colocar a discografia do Tool pra tocar. Antes mesmo do Winamp abrir eu me lembrei de um trecho de uma música do Tool. É uma frase que eu repeti para mim mesmo muitas vezes, nos momentos que eu considerava decisivos. Ela foi meu protetor de tela por um bom tempo no ano passado. Inevitável também começar a rir. Não há o que ser decidido, a decisão foi tomada a muito tempo atrás. A mudança agora é em outro patamar. A diferença é que agora eu sei porque decidi e acredito mais do que nunca que decidi o certo. Tive um dia de surdez, mas ele só serviu para me deixar mais feliz no dia seguinte.

_____Uma conversa no sábado, uma metáfora muito boa durante o último cigarro da noite. Quatro dias depois eu finalmente encontro uma justificativa plausível. O sacrifício de uma peça tem uma única finalidade: aumentar a eficácia das outras peças. E agora faço o caminho inverso e vou das pessoas para as peças. Pra mim o peão livre tem alma e, de modo semelhante ao homem, possue aspirações que dormem dentro dele, de forma desconhecida, e temores cuja existência somente suspeita. Tudo para chegar ao fim e encontrar a redenção.

_____E rindo e chorando ao mesmo tempo eu pego o Virgílio no colo e toco. O amplificador está no conserto e na minha cabeça eu ouço os sons que toco. As vezes fecho os olhos e vejo uma partitura, clara e simples. E o coração voltou do conserto, não é mais como era, mas ainda está em condições de uso. E bem na hora. Estou precisando dele.

Ah, a frase:

Mention this to me. Mention something, mention anything.
Watch the weather change.

5 comentários:

  1. gata de botas10/8/07 16:20

    me diziam..
    "as pessoas mudam apenas para continuarem iguais"
    eu ficava puta da vida com isso.
    hoje eu vi que é verdade.

    algumas coisas/pessoas definitivamente não mudam.
    as vezes felizmente.
    as vezes infelizmente.

    eu não quis dizer nada.
    eu disse, de fato.

    ResponderExcluir
  2. sempre as mesmas metáforas.
    sempre, pra não dizer nada.

    ResponderExcluir
  3. seem, e sempre os mesmos idiotas que não as entendem.

    e sempre os mesmos que acham que entendem...

    ResponderExcluir
  4. A frase:

    algo como dizer que ao falar alguma coisa, não importa se tem significado ou não, atinge a quem ouve?

    ResponderExcluir
  5. a interpretação é livre...

    ResponderExcluir